Buscar
cheap jordans|wholesale air max|wholesale jordans|wholesale jewelry

Colunas

Matérias Anteriores
Disney divulga mais informações sobre "Rapunzel"

Disney divulga mais informações sobre "Rapunzel"

Nem todo mundo pode comprar a incrivelmente cara revista D23 via assinatura. Mas os fãs amigos divulgam as boas novas via internet. Na útlima edição, a revista divulgou uma matéria especial sobre a produção de "Rapunzel", prevista para estrear em 2010. O amigo David Santos, do fórum AnimationS, preparou um resumo legal do que a revista apresenta.

O filme promete ter uma dimensão maior do que o conto original - e muito divertido. RAPUNZEL, de fato, caminha para fora da torre no fim do primeiro ato. A história é mais sobre o que acontece quando ela deixa a torre. A moral da história realmente é que você não pode viver a sua vida em uma torre. RAPUNZEL é sobre experimentar o mundo e a vida. Mesmo que a heroína esteja fisicamente fora da torre, psicologicamente ela terá dificuldades para deixá-la.

Os diretores Byron Howard e Nathan Greno estão estilizando o filme CG com uma fresca reviravolta na vibração retrô dos anos 50. Eles são enormes fãs da Disneyland e de Fantasyland, em particular. Uma das inspirações para o filme é a arquitetura de Fantasyland, além do estilo e apelo usados em filmes como Cinderela. É esse estilo que eles estão pesquisando. E tudo que pesquisam sobre os anos 50 é mostrado a John Lasseter, coisas como casas, veículos, cavalos, personagens da época, etc.

Desde o início, eles sabiam que o animado seria um musical. Por isso escolheram o compositor Alan Menken e o letrista Glenn Slater. Alan entregou uma canção de ninar que Rapunzel e a mãe Gothel cantam e dessa forma, ativam os cabelos mágicos da garota. A letra da canção diz "Você é minha para sempre". Esse verso "Você é minha para sempre", dependendo de quem está cantando e onde, pode tomar significados inteiramente diferentes. Às vezes é uma canção de amor entre Rapunzel e seu príncipe, Flynn; outras vezes é o tema possessivo usado por Gothel. É uma canção muito comovente, bonita e comprometida. :mrgreen:

Durante a semana da entrevista para a revista, os diretores estavam trabalhando no design do Príncipe Flynn. Eles tinham um par de versões e John Lasseter entrou e foi dizendo "Bem, esse cara está bom, mas eu não sei. Ele está lindo de morrer? Eu penso que as garotas querem que ele seja lindo de morrer". Ele disse ainda: "O que vocês tem que fazer é conseguir que todas as mulheres do estúdio lhe enviem os nomes de seus gatos favoritos. Coloquem fotos de todos estes caras bonitões na sala, peguem as melhores características de cada um deles, e façam um incrível, dinâmico personagem".

O sonho dos diretores é que um dia ao visitarem a Disneyland - em Fantasyland – vejam a icônica torre por lá. O mesmo vale para a música. Eles querem andar pelo parque, e verem que quando começar a música, as pessoas reconheçam que é de Rapunzel! A matéria termina dizendo que os diretores brincaram com John Lasseter sobre os sonhos do parque temático, e o patrão sorrindo mandou-os focarem no filme.

Nova imagem de "Alice" de Tim Burton

E mais um "petisco" para quem espera boas novas de "Alice no País das Maravilhas" de Tim Burton. Uma nova imagem (em 3D) pode ser vista aqui.

Animação nacional:  "Juro que Vi: Matinta Perera"

"Juro que Vi: Matinta Perera" é uma simpática animação nacional que está no Portal Curtas. São 13 minutos de um título dirigido por Humberto Avelar. Ele fez outras animações, que ainda não tive tempo de ver. Mas, esta da Matinta é muito boa. Ganhou alguns prêmios, entre eles um japonês. E não é à toa. O desenho lembra um pouco o encanto das obras de Hayao Miyazaki. Confira aqui. "Juro que Vi: Matinta Perera" nos mostra que brasileiros sabem sim fazer animação e de ótima qualidade. (dica da Sandra Monte)

Voltar



Este site está sob a licença Creative Commons, exceto aonde explicitamente descrito.