Buscar
cheap jordans|wholesale air max|wholesale jordans|wholesale jewelry

Colunas

Matérias Anteriores
Revista Time faz lista de desenhos mais polêmicos

Revista Time faz lista de desenhos mais polêmicos

Enquanto a imprensa brasileira debate a presença do presidente Lula na lista das personalidades mais influentes do mundo, o Animagic destaca outra lista publicada na revista Time.

Trata-se das 10 maiores controvérsias e polêmicas envolvendo o mundo da animação. Você pode conferir os artigos aqui.

Logo abaixo meus comentários sobre os 10 indicados.

1. South Park e Maomé
2. The Censored Eleven
3. The Simpsons e Brasil
4. Canção do Sul
5. The Boondocks
6. Family Guy e Sarah Palin
7. Pokemon Panic
8. Aladdin
9. South Park e a Cientologia
10. Speedy Gonzales (Ligeirinho)

Até por conta da recente polêmica, "South Park" encabeça a lista devido a situação envolvendo o episódio que irritou os muçulmanos. Temendo provavelmente as ameaças, o episódio seguinte foi censurado pelo estúdio. Em segundo lugar, temos os famosos 11 desenhos censurados da Warner (curiosamente oito deles, restaurados, foram exibidos no TCM Classic Film Festival) - talvez o mais conhecido deles seja o "Coal Black and De Sebben Dwarfs", sátira de Branca de Neve com estereótipos afro-americanos.

Em terceiro lugar está o famoso episódio de "Os Simpsons" no Brasil, que irritou o governo do Rio de Janeiro e provocou uma ridícula ideia de processar o estúdio. Chegou-se até a tentativa de banir a exibição no Brasil. A Fox exibiu com um recado (esdrúxulo) explicando o que o desenho sempre faz (como se "Os Simpsons" não tirassem sarro dos EUA).

Em quarto lugar está o filme da Disney "Canção do Sul" (1946) que até hoje nunca foi lançado em VHS, DVD e Blu-ray graças a um impasse do politicamente correto. Há uma enorme pressão de um grupo que julga o filme racista, sem contextualizar a produção. Uma boa saída seria lançar via coleção Walt Disney Treasures, não?

Em quinto está a série desbocada "The Boondocks" e em sexto a polêmica da série "Family Guy" que fez uma piada maldosa envolvendo a filha da ex-candidata presidencial dos EUA, Sarah Palin.

Em sétimo está o pânico causado por um episódio de "Pokemon". Em 15 de dezembro de 1997, 12 mil pessoas disseram ter sintomas que variavam de náuseas a ataques- quase 700 pessoas (a maioria crianças) foram levadas a hospitais. O motivo? 5 segundos de luzes vermelhas e azuis piscando na tela. A combinação pode causar ataques a pessoas com epilepsia fotossensível.

Em oitavo está o filme da Disney, "Aladdin" (1992). O mundo árabe não gostou dos versos da canção de Alan Menken e Howard Ashman para o prólogo (Arabian Nights) que citava que era normal cortar orelhas se não gostassem da sua cara. No original era: "where they cut off your ear/ If they don´t like your face...It´s barbaric, but hey, it´s home."

Para evitar problemas, a Disney trocou esta parte para "Where it´s flat and immense and the heat is intense / It´s barbaric, but, hey, it´s home." quando lançou a animação em VHS.

No fim da lista está novamente o seriado "South Park", quando pegou no pé da cientologia e especialmente de Tom Cruise; e o personagem clássico da Warner, Ligeirinho. Em 1999, o Cartoon Network decidiu banir o rato Ligeirinho (parte dos Looney Tunes e Merrie Melodies) por conta da representação estereotipada dos latinos (especificamente os mexicanos) como preguiçosos.

Sendo Ligeirinho considerado um modelo positivo, muitos fãs e até mesmo a League of United Latin American Citizens, a mais antiga organização Hispano-Americana dos EUA, fizeram campanha para resgatá-lo. Em 2002, Ligeirinho finalmente voltou para a TV.

Voltar



Este site está sob a licença Creative Commons, exceto aonde explicitamente descrito.