Buscar
cheap jordans|wholesale air max|wholesale jordans|wholesale jewelry

Colunas

Matérias Anteriores
Pernalonga completa 70 anos e a Warner lança novidades

Pernalonga completa 70 anos e a Warner lança novidades

Hoje o coelho Pernalonga, mascote da Warner Bros., completa 70 anos. A primeira aparição oficial do Pernalonga em um desenho animado, com o nome de "Bugs Bunny" foi no curta "The Wild Hare", dirigido por Tex Avery e lançado em 27 de julho de 1940.

Foi neste desenho animado que ele disse pela primeira vez o seu famoso bordão "What´s up, Doc?"(O Que que há, velhinho?) para o Hortelino. Foi também o primeiro encontro de Pernalonga e Hortelino em suas formas completamente desenvolvidas.

Uma versão "pré-histórica" do personagem apareceu antes. Happy Rabbit, o protótipo do Pernalonga, apareceu pela primeira vez no curta animado "Porky´s Hare Hunt", lançado em 30 de abril de 1938. Segundo o dublador Mel Blanc, o Pernalonga inicialmente seria chamado de "Happy Rabbit", somente depois é que ele ganharia o nome de Bugs Bunny nos Estados Unidos. Charlie Thorson, foi o responsável pelo coelho ter recebido este nome.

O personagem acabou ganhando esse nome, por causa de um "model sheet" (papel com modelos de vários ângulos do personagem) desenhado por Ben Hardaway (que tinha o apelido de Ben "Bugs" Hardaway ou somente "Bugs"). Charlie Thorson escreveu na folha do desenho: "Bugs´ bunny" ("o coelho de Bugs"), ele escreveu assim para creditar os desenhos do coelho, como de propriedade de Ben "Bugs" Hardaway.

Então quando foram feitos cartazes promocionais para o cinema anunciando o curta que estavam produzindo, o nome que estava escrito na folha do "model sheet", foi usado para se tornar o nome oficial do coelho: "Bugs Bunny", também como uma homenagem à "Bugs" Hardaway.

No Brasil, o Pernalonga teve três dubladores principais (conhecidos) nas dublagens da Cinecastro feita nos anos 1960 e no início dos anos 1970, sendo eles: Ary de Toledo (1º voz), Cauê Filho (2º voz) e Mário Monjardim (3º voz) que se tornou mais conhecido por dublar Pernalonga durante mais tempo, e por ter sido o dublador oficial do personagem por mais de 20 anos. Atualmente o coelho é dublado por Alexandre Moreno.

Um dublador de nome desconhecido, também dublou o Pernalonga em quatro episódios dos anos 1940 que chegaram a ser traduzidos na Cinecastro (entre eles "Coelho Hipnotizador" e "Duendes, Pois Sim"), e um da década de 1950, chamado Gorila dos meus Sonhos ("Gorilla My Dreams").

Este dublador em questão, fazia uma voz bem diferente do tipo de voz que ficou conhecido com os outros quatro dubladores, sua voz era mais esganiçada e rouca, com um sotaque carioca, e assobiava com os dentes enquanto falava.

Essa voz do Pernalonga não é tão conhecida, porque o SBT exibia apenas episódios com as outras três vozes (de Ary, Cauê e Mário), os desenhos com esse primeiro dublador só passaram algumas vezes no Cartoon Network e Boomerang.

Alguns curtas do Pernalonga que estavam em domínio público, e foram lançados em fitas de VHS pela "Opção Vídeo" nos anos 1990,  possui uma dublagem diferente feita em São Paulo no estúdio Dublavídeo, onde a voz do Pernalonga foi feita pelo dublador Flávio Dias. O Pernalonga também foi dublado por Flávio Dias na primeira dublagem paulista do filme "Uma Cilada Para Roger Rabbit", que saiu em VHS.

Looney Tunes

"Looney Tunes" foi a primeira série de curtas metragens de animação para cinema da Warner, cuja produção ocorreu entre 1930 e 1969 ("Merrie Melodies" foi uma série irmã produzida entre 1931 e 1969). Os desenhos clássicos foram parar na televisão onde continuaram com incrível sucesso. No Brasil, os desenhos fazem grande sucesso no SBT desde os anos 1980.

A turma do Pernalonga foi resgatada em especiais de TV e em forma de séries derivadas com personagens inspirados. Talvez a mais anárquica delas tenha sido "Tiny Toons" e depois "Animaniacs" (ambas exibidas pela Globo).

A TV foi um celeiro de sucessos com séries diretamente relacionadas como "Taz-Mania" (1991), "The Sylvester and Tweety Mysteries" (1995), Baby Looney Tunes (2002), and Duck Dodgers (2003).

Poucos curtas especiais para cinema foram produzidos nos anos 1990, mas os personagens tiveram grande destaque nos longas "Space Jam" (1996) e "Looney Tunes - De Volta à Ação" (2002)

Com informações de:
Wikipedia
BARRIER, Michael. Hollywood Cartoons- American Animation in It´s Golden Age. 1999. Oxford.
MALTIN, Leonard. Of Mice and Magic. A History of American Animation Cartoons. 1987. Plume.

Pernalonga em 2010

A Warner prepara algumas novidades envolvendo os personagens clássicos da Warner. Estrelado por Pernalonga,o hype em torno do novo "The Looney Tunes Show" tem sido alto, inclusive pelo "modernoso" design dos personagens criado por Jessica Borutski. Estreia em setembro no Cartoon Network (EUA).

Durante a San Diego Comic-Con, a Warner promoveu outras duas novidades. A primeira é o curta-metragem "Coyote Falls", a primeira produção em CGI estrelada por Papa-Léguas (Road Runner) e o incansável Coiote (Wile Coyote), com exibição nos EUA a partir da próxima sexta-feira com junto com o filme "Como Cães e Gatos 2: A Vingança de Kitty". Confira uma prévia do curta.

A segunda novidade, não tendo a ver com Pernalonga, é "Young Justice", série em animação produzida pela parceria da Warner Bros. e a DC Comics. A série apresenta as aventuras envolvendo versões adolescentes dos personagens da Liga da Justiça (Superboy, Artemis, Kid Flash, Aqualad, Robin e Miss Martian).

Personagens criados para a publicação da DC Comics entre1998 e 2003 também aparecerão na série. A produção da série é  de Sam Register (Teen Titans), tendo Brandon Vietti e Greg Weisman na equipe de criação. A série será exibida futuramente no Cartoon Network. Confira a prévia de "Young Justice".

Voltar



Este site está sob a licença Creative Commons, exceto aonde explicitamente descrito.