Buscar
cheap jordans|wholesale air max|wholesale jordans|wholesale jewelry

Colunas

Matérias Anteriores
Coautor de Asterix é vítima do fisco francês

Coautor de Asterix é vítima do fisco francês

Em 27 de dezembro, o desenhista Albert Uderzo, criador de "Asterix" junto com o escritor René Goscinny, recebeu um aviso do fisco francês pelo qual lhe cobrava cerca de 200 mil euros por não o consider coautor dos quadrinhos do famoso guerreiro gaulês, e sim apenas seu "ilustrador".

Sem a condição de autor, Uderzo deverá pagar 20% das somas declaradas sobre os 24 títulos nos quais só assina como desenhista (depois da morte de Goscinny, em 1977, Uderzo continuou publicando títulos, encarregando-se do roteiro e dos desenhos).

Segundo explica o desenhista ao jornal francês Le Figaro, o aspecto monetário não é o que mais o incomodou, mas sim os princípios: "Depois de 51 anos de bons e leais serviços, me retiram assim da condição de autor. Isto é um ultraje que não aceito na minha idade. Por isso contratei um advogado especialista", acrescenta.

Esse advogado, Emmanuel Perrat, especialista em direitos autorais, afirma estar  "perplexo, mesmo sem ter consultado toda a documentação". E acrescenta: "Dá a impressão de que há um inspetor fiscal na Fazenda que não gosta muito de quadrinhos!".

Não é a primeira vez que Uderzo ocupa as páginas dos jornais franceses por confusões relacionadas a direitos autorais: em março de 2009 sua filha Silvie o denunciou por ter permitido a venda das ações da editora que dirigia junto com a filha de Goscinny para o grupo editorial Hachette. Essa venda, segundo a filha de Uderzo, permitia que a Hachette continuasse com as aventuras de Astérix com outros desenhistas e roteiristas, contrariando o acordo tácito a que chegaram os dois criadores da história em quadrinhos na sua origem: terminar com a publicação e os personagens quando os dois desaparecessem.

Os quadrinhos de Astérix são um bom negócio: foram vendidos mais de 325 milhões de euros desde sua criação em 1959. Em 2010, Asterix foi alvo de ainda outra polêmica - relacionado a um anúncio para a rede de fast-food McDonalds, uma verdadeira heresia para os fãs franceses.

Kevin Lima em novo projeto de animação

O diretor de "Encantada" e co-diretor de "Tarzan", Kevin Lima e o roteirista David Sussman venderam um projeto ainda não identificado para a Sony Pictures Animation.

Descrito como um híbrido de live-action e animação computadorizada no estilo "Alice no País das Maravilhas" (de Tim Burton), o projeto teve origem com o diretor de arte Michael Kurinsky, antes mesmo de Lima e Sussman pegaram a ideia. Se a Sony aprovar, Kevin Lima deverá ser o diretor e produtor.

Trailer animado da "Pantera Cor-de-Rosa"

Nada como rever os clássicos. A versão norte-americana do canal TCM exibiu um antigo trailer do filme de Blake Edwards para a MGM, "Um tiro no Escuro" (1964), continuação da comédia em live-action "A Pantera Cor-de-Rosa". O trailer possui bastante animação através do narrador "Dum-Dum", uma bala falante com voz de Mel Blanc. A produção com toda certeza foi da DePatie Freleng.

Voltar



Este site está sob a licença Creative Commons, exceto aonde explicitamente descrito.