Buscar
cheap jordans|wholesale air max|wholesale jordans|wholesale jewelry

Colunas

Matérias Anteriores
DVD de "Mogli - O Menino Lobo" é lançado

DVD de "Mogli - O Menino Lobo" é lançado

Esta semana os fãs brasileiros tiveram a chance de pôr as mãos no DVD do clássico "Mogli - O Menino Lobo" (1967). Este lançamento traz uma série de pequenos detalhes interessantes. Uma é a presença do Glen Keane no making of do filme (foto ao lado). O animador está em sua sala com diversos desenhos conceituais do filme "Rapunzel", com lançamento previsto para 2010.

Outra novidade é que o DVD confirma "Aristogatas" (1970) vai mesmo ser lançado em edição especial dupla nos EUA, com direito a destaque no folheto e novo trailer. Veja imagens aqui. Uma má notícia é que "Aristogatas" deverá ser lançado em widescreen, mutilando parte da tela, mas os fãs ganharão diversos extras inéditos. Já com data definida, os americanos agora sabem que os próximos lançamentos da série Platinum serão "101 Dálmatas" em março e "A Bela Adormecida" em outubro.

O site Animated-News divulga três clipes do DVD de "Mogli (lá com lançamento em 2 de outubro) mostrando como os personagens e as técnicas do filme inspiraram clássicos recentes como "Lilo & Stitch", "O Rei Leão" e "Aladdin". Os demais clipes mostram Bruce Reitherman (a voz do Mogli) falando sobre seu pai, Woolie Reitherman, diretor do filme. Confira aqui.

E por fim uma dica para quem ainda não leu. Visite o Por trás da Mágica para saber mais sobre os bastidores de "Mogli", que este ano completa 40 anos.

Veteranos anti-Pixar e o entrosamento com um velho parceiro

O site O-meon divulgou um curioso artigo com o que se conta dentro dos estúdios Disney em Burbank. Entre os destaques estão o buzz altamente positivo do novo curta do Pateta, que será exibido antes de "Encantada" nos cinemas. Dizem ser uma das melhores criações do estúdio dos últimos tempos. Outra nota é a decepção de vários veteranos na Disney, descontentes com as políticas da cultura Pixar - já que tudo é chefiado por John Lasseter. A Disney, antes conhecida como empresa cujos segredos eram sempre liberados na mídia e internet, hoje virou o "cone do silêncio" com políticas extremamente discretas. E, ampliando o que se conta por outras fontes, continuam ocorrendo alguns choques artísticos e de valores dentro da Disney. Isso pode resultar em mais alguns veteranos da casa do Mickey caindo numa situação como a de Chris Sanders (Lilo & Stitch), que caiu fora.

Porém, a maior curiosidade do artigo me lembra uma das minhas piadas favoritas de 1º de abril. Eu sempre fazia duas: 1) Disney comprou a Pixar (e realmente comprou) e 2-) Disney comprou a DreamWorks e Katzenberg retorna. Pois bem, o artigo comenta que a relação entre Jeffrey Katzenberg (presidente da DreamWorks Animation) e Bob Iger (presidente da Disney) é muito boa, chegando ao ponto dos dois ocasionalmente jantarem juntos.  A DreamWorks Animation é atualmente conhecida como "pequena Disney", visto que alguns artistas como Chris Sanders trabalham lá.

Por outro lado, há críticas na estrutura da PDI-DreamWorks, principal base de produção de filmes em CGI como "Shrek" e "Madagascar". Animadores anonimamente reclamam da qualidade técnica dos filmes e da animação precária. Um deles cita que a qualidade da animação continua sendo a mesma do primeiro "Shrek" de 2001. Katzenberg, com sua postura folclórica, surpreendeu muita gente quando citou numa entrevista que estava desapontado com a parte final do filme "Madagascar", considerando o trabalho muito fraco em relação ao restante do filme. Mmmmm ... será que o futuro reserva mais novidades na indústria da animação? O tempo dirá.

Disney vence primeiro processo do caso Ursinho Pooh

O Grupo Disney conseguiu uma vitória na longa saga judicial, que dura desde 1991, sobre a propriedade dos direitos do popular personagem Ursinho Pooh (antigamente conhecido no Brasil como Ursinho Puff). O caso teve início em 1930, quando o autor britânico A. A. Milne, criador do ursinho fanático por mel, vendeu seus direitos autorais na América do Norte a Stephen Slesinger, um pioneiro das licenças comerciais do setor.

Com a morte de Slesinger, sua viúva aceitou negociar seus direitos com o grupo Walt Disney, que transformou Pooh num de seus personagens mais rentáveis. Um acordo entre a família Slesinger e o grupo de entretenimento, alcançado em 1961, foi renegociado em 1983. Anos mais tarde, a família processou a Disney reclamando regalias adicionais. Em 2004, um juiz local negou o pedido por comportamento fraudulento da família, que havia contratado um detetive pouco escrupuloso para roubar documentos secretos da Disney e obter uma vantagem ilegal no processo.

Na terça-feira, a corte de apelações de Los Angeles confirmou a sentença por unanimidade dos três juízes encarregados do caso. A saga, no entanto, ainda não acabou: a família Slesinger pode recorrer à Suprema Corte da Califórnia. Também existe outro processo nos tribunais federais: Clare Milne, neta do criador, denunciou a transação de 1930 e quer, com o apoio da Disney, recuperar os direitos do ursinho criado por seu avô. Fonte: UOL

SBT exibiu reportagem especial sobre Chaves

No último sábado, o "SBT Brasil" exibiu uma reportagem especial direto do México, com direito a entrevista com Roberto Gomez Bolãnos (o Chaves) e Florinda Meza (Dona Florinda). É possível conferir também um pouco dos bastidores do seriado animado. Confira aqui.

Voltar



Este site está sob a licença Creative Commons, exceto aonde explicitamente descrito.