Buscar
cheap jordans|wholesale air max|wholesale jordans|wholesale jewelry

Colunas

Matérias Anteriores
Moby Dick - o projeto perdido

Moby Dick - o projeto perdido

De todos os projetos em desenvolvimento na DreamWorks certamente o mais curioso era "Moby Dick", especialmente por ter como diretores os irmãos Paul e Gaëtan Brizzi (os mesmos que fizeram os storyboards dos prólogos de "O Corcunda de Notre Dame" e "Tarzan" na Disney).

A premissa de "Moby Dick" era recontar a clássica história mas do ponto de vista da baleia. Infelizmente o estúdio não acreditou no potencial do filme e o cancelou. O que é uma pena! Fred Spósito chamou atenção para o blog do artista Paul Lasaine que trabalhou no desenvolvimento do filme. As imagens são muito bonitas. Vale uma conferida.

Katzenberg afirma que não sabia nada de animação

Não é nenhuma novidade mas o Canadian Press conversou com o presidente da DreamWorks Animation, Jeffrey Katzenberg, sobre seu início no mundo da animação. O executivo afirma que não sabia nada sobre animação antes de desembarcar na Disney em 1984. Quando Katzenberg se praparou para uma reunião com Michael Eisner (ambos vindos da Paramount), listou 10 coisas críticas que deveria fazer em seu novo cargo... e nenhuma delas mencionava animação.

Quando a reunião quase chegou ao fim, Michael Eisner parou e disse A propósito, vê aquele prédio ali? e apontou o edifício pela janela. Lá é onde eles fazem filmes de animação, disse Eisner. Katzenberg respondeu: Ah, sério? e Eisner disse Sim, e é seu problema. Esta foi a introdução do executivo ao mundo da animação Disney. Ele confirma que havia visto entre dois e quatro dos filmes quando criança, e que não sabia nada nem havia estudado para trabalhar com animação. 100% do que ocorreu no trabalho aconteceu depois de sua chegada na Disney.

Em 1994, Jeffrey Kazenberg fundou a DreamWorks SKG com Steven Spielberg e David Geffen, ficando responsável pela divisão de filmes de animação, que incluem sucessos como "O Príncipe do Egito" e a trilogia "Shrek".

Se arrependimento matasse...

O site Disney Insider confirmou oficialmente a já conhecida história de que o ator Billy Crystal (hoje mais conhecido como apresentador das cerimônias do Oscar do que por bons filmes) foi o primeiro ator sondado para dublar o personagem Buzz Lightyear em "Toy Story". E acreditem... ele recusou! Após ver o filme Crystal comentou que essa decisão foi o maior erro de sua carreira. Após tomar conhecimento da história, a Pixar ofereceu ao ator o papel de Mike em "Monstros S.A.", que ele rapidamente aceitou.

Livro mostra imagens de projetos obscuros da Disney

O blog Disney History chama atenção para o lançamento de um novo livro. Trata-se de "Disney Lost and Found: Exploring the Hidden Artwork from Never-Produced Animation" com lançamento previsto para junho nos EUA. O livro é de autoria do historiador Charles Solomon, o mesmo que escreveu a obra "The Disney That Never Was" sobre o mesmo tema com imagens de filmes cancelados ou versões descartadas dos filmes que já conhecemos.

Didier Ghez (dono do blog) conversou com Charles Solomon que confirmou que a nova obra terá mais imagens do que texto, e que o projeto foi iniciado pelos arquivos Disney. O novo livro inclui desenhos e imagens de versões e cenas descartadas de "Bernardo e Bianca" (1977), material de inúmeros filmes desde "Branca de Neve" (1937) até os mais recentes e problemáticos "Wild Life" e "My Peoples" (ambos cancelados durante a era Eisner).

Voltar



Este site está sob a licença Creative Commons, exceto aonde explicitamente descrito.