Buscar
cheap jordans|wholesale air max|wholesale jordans|wholesale jewelry

Colunas

Matérias Anteriores
Tim Burton em alta na Disney

Tim Burton em alta na Disney

Tudo parece ir bem para Tim Burton em seu retorno à Disney. Um de seus projetos será "Frankenweenie", baseado em seu curta produzido na Disney em 1984. Uma imagem de pré-produção (ao lado) foi publicada em um novo livro do produtor Don Hahn, "The Alchemy of Animation".

Mas o projeto que é o centro das atenções é mesmo a adaptação de "Alice no País da Maravilhas". A novidade é a inclusão das atrizes Anne Hathaway como a Rainha Branca e a esposa de Burton, Helena Bonham Carter como a Rainha Vermelha. Vale lembrar que estas personagens são do livro "Alice através do Espelho" e são rainhas do jogo de xadrez. Johnny Depp fará o Chapeleiro Louco.

Outro rumor interessante é que o diretor da trilogia "Piratas do Caribe", Gore Verbinski, não voltaria para um quarto filme - ele trabalha atualmente na adaptação do game "Bioshock". Pois bem, o rumor seria Tim Burton como diretor do quarto filme. Se isso se oficializar, será a sétima colaboração entre Burton e Johnny Depp nos cinemas.

Jeff Bridges animado para "Tron 2.0"

"Tron 2" está em desenvolvimento há anos e parece que agora sairá do papel mesmo. A previsão de lançamento é 2011. O site Omelete publicou informações sobre os comentários do ator Jeff Bridges.

Jeff Bridges, protagonista do primeiro, falou ao jornal The Guardian sobre o primeiro. "Entrar nesse universo outra vez me fez sentir exatamente como me senti na época [do original]. Ainda sou uma criança, adoro isso, e essa é uma nova oportunidade de brincar com esses brinquedos insanos. E a nova tecnologia de ponta torna tudo mais empolgante. Ao fazer o teaser trailer para a Comic-Con eu tive minha primeira experiência com captura de movimentos - e isso está deixando a indústria de ponta-cabeça. É incrível fazer parte disso".

"Quando fizemos Tron não havia a Internet, nem celulares. Agora temos captura de movimentos e acho que a história fará ainda mais sentido hoje, que mostrará uma pessoa sendo, literalmente, sugada para dentro de um videogame. Quando fizemos King Kong, a versão dos anos 1970, mostrávamos Rick Baker numa fantasia e depois cortávamos para um boneco - e eles não se pareciam nada. Compare com o King Kong de Peter Jackson... a tecnologia agora existe. Eles fizeram um Kong lindo. Espero que consigamos o mesmo com Tron", concluiu empolgado.

Voltar



Este site está sob a licença Creative Commons, exceto aonde explicitamente descrito.