Buscar
cheap jordans|wholesale air max|wholesale jordans|wholesale jewelry

Colunas

Matérias Anteriores
Morreu Eartha Kitt

Morreu Eartha Kitt

Eartha Kitt, a versátil cantora e atriz americana, cuja sensualidade e voz provocante fizeram dela uma estrela internacional com mais de meio século de carreira, faleceu na quinta-feira (25), aos 81 anos, informou seu amigo e agente Andrew Freedman.

Kitt viveu a Mulher-Gato na série de TV “Batman” nos anos 60, aparecendo em alguns episódios. A artista foi casada com Bill McDonald, com quem teve uma filha, Kitt Shapiro. Ela deixa dois netos.

A artista entrou para a "lista negra" do governo americano após criticar a guerra do Vietnã, em um almoço em plena Casa Branca. Devido ao incidente, ela atuou no estrangeiro durante vários anos, até seu retorno triunfal à Broadway, em 1974, com o musical "Timbuktu". 

Kitt - que foi indicada a dois prêmios Tony e a um Grammy - começou a carreira artística como dançarina em Nova York na década de 1940. Ela alcançou o sucesso atuando na Broadway, em gravações, filmes e na televisão (foi a primeira Mulher-Gato do seriado "Batman"), antes mesmo do surgimento de estrelas como Julie Andrews, Barbra Streisand e Bette Midler. (com informações do portal G1)

Na animação foi conhecida por ser a voz da vilã Yzma no filme da Disney,  "A Nova Onda do Imperador" (The Emperor´s New Groove) de 2000.

Na Suécia, Pato Donald é tradição natalina desde 1959

O Portal G1 também publicou uma notícia interessante sobre uma tradição natalina da Suécia. Nada menos do que o Pato Donald.

Apesar de não ter nenhuma relação com a Suécia, o personagem pato Donald é uma figura natalina de destaque no país escandinavo. Desde 1959, milhões de suecos assistem às suas aventuras pela televisão antes de festejar o Natal.

"A cada ano, entre 3,5 e 3,8 milhões de suecos [o país tem cerca de 9 milhões de habitantes] vêem pato Donald e seus amigos desejarem um feliz Natal", disse Ulrika Lundgren Borg, porta-voz da televisão pública SVT, que transmite o programa de uma hora de duração.

"É uma tradição muito ligada ao Natal. Os suecos assistem o programa em família, conhecem quase de memória os diálogos e as crianças sonham abrir seus presentes depois. Todas as tentativas de pôr fim à transmissão de Kalle Ankas [pato Donald em sueco] provocaram uma onda de protestos", disse a sueca Jacqueline Erèze.

Voltar



Este site está sob a licença Creative Commons, exceto aonde explicitamente descrito.