Buscar
cheap jordans|wholesale air max|wholesale jordans|wholesale jewelry

Colunas

Matérias Anteriores

Por trás da Mágica

O Ratinho Detetive (The Great Mouse Detective - 1986) - Parte II

O Ratinho Detetive (The Great Mouse Detective - 1986) - Parte II

Na Parte I,  vimos como foi o início conturbado da produção deste filme, e como a chegada de Michael Eisner e Jeffrey Katzenberg alterou inúmeros detalhes na produção. Vejamos agora como Michael Jackson (em alta na época) quase entrou no filme, descubra diversas curiosidades do filme.

Michael Jackson entra em cena

Em um determinado ponto da produção, os diretores Musker e Clements mostraram aos executivos uma cena onde Basil e Watson vão disfarçados a um velho bar de estilo Vitoriano. Nessa mesma época, Michael Jackson havia aceitado estrelar um filme 3-D chamado "Captain EO", que seria uma nova atração dos parques temáticos Disneyland e do Epcot - o filme seria co-estrelado por Anjelica Houston, produzido poe George Lucas e dirigido por Francis Ford Copolla. O número de efeitos especiais no filme e no teatro fizeram com que o filme tivesse um gigantesco orçamento de US$17 milhões de dólares. Sendo que o filme tinha apenas 17 minutos, foram gastos US$1 milhão por minuto de filme.

A Disney estava ansiosa pelos resultados trazidos por Michael Jackson aos parques (como de fato ocorreu), mas Eisner teve uma nova idéia: Já que Michael tinha aceitado estrelar o filme em 3-D, talvez pudessem trazê-lo para gravar uma canção para essa cena do bar. Eisner cita que Musker e Clements olharam para ele como se estivesse maluco. O executivo avisou que se não gostassem da idéia era só descartá-la. De fato, os dois jovens diretores não estavam céticos nem desdenhando, mas espantados que os executivos consideravam tentar envolver um astro contemporâneo como Michael Jackson em um filme animado Disney.

Eisner cita que por mais que ele admirasse o que lhe era mostrado, o filme ainda sofria por não ter uma história bem contada com início, meio e fim. Foi então que apresentou uma proposta ao quarteto de diretores: se a Disney produzisse mais filmes, os artistas teriam que começar com um roteiro do mesmo modo que se faz com outros filmes em live-action (com atores reais). O que Eisner não sabia é que, com esta simples proposta, estava criando uma mudança fundamental no modo em que os filmes animados eram produzidos na Disney por cinqüenta anos. E isso começou a ser mais sentido na produção de "Oliver e sua Turma".

Não é certo comparar "O Ratinho Detetive" com "Branca de Neve" ou "Pinóquio", mas o animado tem os seus momentos e é um entretenimento para aqueles que não esperam grande coisa. Com um orçamento baixo mesmo para os padrões daquela época (cerca de US$14 milhões), o filme rendeu  US$21 milhões em bilheteria. Foi um grande resultado para a nova administração, mas muito modesto se comparado ao relançamento de "A Dama e o Vagabundo" que Disney planejou para o Natal de 1986 (rendeu US$31 milhões).

Animação e efeitos

- A maioria dos filmes animados possui 2 ou 3 personagens que servem apenas para monentos cômicos, são coadjuvantes na maioria das vezes sem muito histórico ou importância. Neste caso, os personagens secundários de "O Ratinho Detetive" são quase todos de forte importância, com personalidades definidas, o que o torna divertido de se assistir.

- Os problemas de produção com o orçamento e com a duração do trabalho afetaram seriamente a qualidade de muitas cenas.  A animação não é sempre boa, e em vários pontos foram utilizados muitos cenários estáticos que nos dá a sensação de economia. Um exemplo de má animação ocorre logo no início do filme quando vemos Dawson chegando e descendo de uma carruagem - parte dos animadores considera o movimento todo errado, e a ilusão da vida (do termo "Illusion of Life") é momentâneamente destruída. Dizem que essa cena foi, na verdade, um teste que a Disney teria feito em um estúdio de outro país que produzia séries animadas de televisão. Outro exemplo é no bar em que Basil e Dawson vão disfarçados. Os frequentadores desse bar parecem mais esboços animados do que realmente personagens pintados. E para piorar, uma tentativa foi feita para dar mais vida ao ambiente utilizando nuvens de fumaça de cigarro entre os personagens. Parte desses problemas veio do fato que o desenvolvimento do filme levou quatro anos, enqüanto a produção em si levou apenas um ano.

- "O Ratinho Detetive" também marcou o primeiro uso de animação em CGI (imagens geradas no computador).
No caso, foi usada para criar o clímax do filme, onde Basil enfrenta Ratagão e salva Olívia no meio das engrenagens do Big Ben (a torre do relógio de Londres). 54 rodas dentadas, molinetes, mecanismos, cilindros e roldanas foram desenhados em computadores, criando um cenário único para os personagens animados de modo tradicional. Junte a música de Henry Mancini, movimentos de câmera inovadores e os efeitos sonoros, e a cena esté perfeita! É a cena mais marcante do filme, apesar da cena ser curta (cerca de 1 minuto e meio). E o CGI não fica tão gritante graças a um simples truque do estúdio. A animação era criada no computador e depois impressa como se fosse um desenho no papel. Dessa forma, o animador Phil Nibbelink poderia animar Basil em outra folha por cima das engrenagens. Mark Dindal, hoje mais conhecido por ter digirido "A Nova Onda do Imperador" e "O Galinho Chicken Littlen" foi um dos responsáveis pelos efeitos em CGI dessa cena.

Na época da produção de "O Ratinho Detetive", os animadores estavam desanimados. Logo após a entrada de Eisner e Katzenberg, todos foram retirados do antigo estúdio de animação (construído por Walt Disney décadas antes), e levados para um conjunto de trailers em Glendale. A mensagem nessa hora era clara: desenhos não eram a prioridade da Disney. Mas isso mudou nos anos seguintes. Um total de 125 artistas estiveram envolvidos na produção deste filme.

O animado teve vários títulos: O nome original "Basil of Baker Street" foi trocado para "The Great Mouse Detective" no lançamento de 1986. No relançamento nos cinemas em 1992, o animado ganhou novo nome - "The Adventures of the Great Mouse Detective". Na Inglaterra, o filme se chamou "Basil - The Great Mouse Detective". No Brasil, o animado foi originalmente lançado nos cinemas como "As Peripécias de um Ratinho Detetive". Em seu primeiro lançamento em vídeo chamou-se simplesmente "O Ratinho Detetive". No seu último relançamento no ano 2000, o animado recebeu praticamente seu nome original - "As Peripécias do Ratinho Detetive".

Aparição especial: O elefante Dumbo pode ser visto na cena em que Basil e Dawson estão na loja de brinquedos perseguindo Morcegão (Fidget). Pouco antes de Olívia encontrar Morcegão, note que existe um elefantinho soltando bolhas de sabão. É o Dumbo... o que não deixa de ser irônico já que ambos os filmes foram produções mais econômicas.

FICHA TÉCNICA 
Directores: John Musker, Ron Clements, Dave Michener & Burny Mattinson
Produtor: Bury Mattison
Estória: Baseado em "Basil of Baker Street" de Eve Titus
Diretor de Arte: Guy Vasilovich
Trilha Sonora Incidental: Henry Mancini
Canções: Henry Mancini
Letras: Larry Grossman & Ellen Fitzhugh
Canção adicional (composta e cantada por): Melissa Manchester

Supervidores de Animação: Mark Henn, Glen Keane, Robert Minkoff e Hendel Butoy

Nota: Vale ressaltar que muitos animadores, hoje veteranos, trabalharam nesse projeto como Andreas Deja, Kathy Zielinski, Ron Husband, Shawn Keller, Dave Pruiskma e Barry Temple. Mark Dindal trabalhou como animador de efeitos.

Duração: 74 minutos

Elenco

Basil:  Barrie Ingham 
Dr. Dawson (Dr. David Q. Dawson):  Val Bettin
Fidget:  Candy Candido
Olivia Flaversham:  Susanne Pollatschek
Hiram Flaversham:   Alan Young
Ms. Judson:   Diana Chesney
Ratigan:   Vincent Price
Queen Moustoira:   Eve Brenner
Basil:  Barrie Ingham

Outras vozes

Sherloke Holmes: Basil Rathbone
Watson: Laurie Main
Lady Mouse: Shani Wallis
Bar Maid: Ellen Fitzhugh
Citizen: Walker Edmiston
Bartholomew: Barrie Ingham

Bilheteria

Orçamento: US$14 milhões
Bilheteria nos EUA (1986): US$ 22 milhões
Bilheteria nos EUA (1992*): US$ 13,02 milhões
* relançamento

Voltar



Este site está sob a licença Creative Commons, exceto aonde explicitamente descrito.